Dia Mundial da Água: confira o que rolou de bom nos municípios do Pacto!

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Ações de limpeza, educação ambiental, cursos, plantio de mudas entre outros. Juntos somos muito fortes!

Confira aqui o álbum completo: https://bit.ly/2TAvi0n

Em Cáceres o Instituto Gaia e a Eco Pousada Sinimbu organizaram um plantio de mudasnativas na Cidade Universitária e em área alagada da pousada. (https://bit.ly/2UVwL2N)

Também em Cáceres, na comunidade do Assentamento Papiqua, fronteira com a Bolívia, foi realizada uma atividade de educação ambiental. As crianças produziram desenhos e uma redaçãosobre o tema.

Em Cuiabá o @TeoriaVerde deu aulas de educação ambiental em escolas e realizou uma limpeza de nascentes voluntária. Ao todo foram retiradas 3 toneladas de lixo de nascentes. (https://bit.ly/2TzNN4L)

O Instituto SOS Pantanal e o Serviço Social do Comércio (SESC Pantanal) promoveram o Encontro da Carta Caiaman, o evento reuniu pesquisadores, representantes do poder público, ONGs, ambientalistas, produtores rurais e profissionais de várias áreas. O evento teve como foco a discussão de caminhos para a valorização da biodiversidade do Pantanal e a sustentação de atividades para a conservação do bioma. (https://glo.bo/2TW6xAO)

Em Tangará da Serra foram realizados 02 cursospara mais de 100 participantes. O primeiro foi o de “Uso de recursos Hídricos”, organizado pelo IPAC, Consórcio do Alto do Rio Paraguai, WWF-Brasil, IFMT e CBH Sepotuba. E o segundo de “Conhecimentos Básicos de Arcgis”, organizado pela Secretaria de Estado de Estado de Infraestrutura e Logística, Pacto e Consórcio Alto do Rio Paraguai. (http://pactopelopantanal.com.br/)

Em Lambari D`Oeste, prefeitura e vereadores realizaram um evento de Reciclagem de Lixo e Uso e Captação de da Água para o município. Foi visitado um aterro que está sendo substituído por uma área de coleta de lixo reciclável, o sistema de captação da cidade e uma área de plantio de mudas para a recuperação de áreas de nascentes.

Explore
O que as instituições ganham ao assinar o pacto?

O Pacto não arrecada e não arrecadará recursos financeiros específicos para seu funcionamento. Portanto, para alcançarmos os objetivos comuns, cada instituição quando o assina se compromete a usar recursos humanos e financeiros próprios para alcançar os objetivos comuns.