5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

O Dia Mundial do Meio Ambiente foi criado em 1972 durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano, em Estocolmo, pela Organização das Nações Unidas (ONU). A data 05 de junho foi escolhida para coincidir com a data de realização da conferência e pretende alertar a população sobre os problemas ambientais. Além disso a data pretende mostrar para a sociedade que os recursos naturais não são infinitos e a importância de cuidar bem deles.

Existem diversos problemas ambientais vividos hoje em todo o planeta. Podemos citar três, como por exemplo, como o descarte inadequado de lixo – que contamina o solo e os lençóis freáticos – o desmatamento e o mau uso da água.

O Pacto em Defesa das Cabeceiras do Pantanal vem sendo construído desde 2012 por uma série de representantes da sociedade para cuidar da água. Da água do Pantanal, a maior área úmida do planeta.

E por que é importante cuidar das Cabeceiras? Porque elas abastecem uma região onde vivem mais de três milhões de pessoas e ainda a planície pantaneira, que abriga mais de 4 mil espécies de animais e plantas.

A perda da biodiversidade (diversas espécies vivas de animais e plantas) afeta também a vida dos seres humanos.

Como conseqüência dessa perda, as populações humanas sofrerão uma queda significativa da qualidade de vida, que refletirá diretamente em pontos como o suprimento de alimentos e manutenção da saúde, a vulnerabilidade a desastres naturais, redução e restrição do uso de energia, diminuição da oferta e distribuição irregular de água potável, aumento de doenças e epidemias, instabilidade social, política e econômica, entre outros.

O Pacto luta para conservar mais de 700 quilômetros de rios: as porções altas do Paraguai, Sepotuba, Cabaçal e Jaurú. Além de recuperar totalmente pelo menos 50 nascentes que estão mortas.

Quer fazer parte do Pacto? Ajude a gente a crescer!  Junte-se a nós!

Adriano Gambarini/WWF-Brasil

Explore
O que as instituições ganham ao assinar o pacto?

O Pacto não arrecada e não arrecadará recursos financeiros específicos para seu funcionamento. Portanto, para alcançarmos os objetivos comuns, cada instituição quando o assina se compromete a usar recursos humanos e financeiros próprios para alcançar os objetivos comuns.